quarta-feira, 16 de dezembro de 2015










0h06



Eu faço um paraíso frio, que se ergue e se desenvolve na sua própria prefiguração,
no ar mais espaçado que o próprio ar,
é onde a mente se perde e demora mais a acordar . . .





MF

Sem comentários:

Enviar um comentário