quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016






7 de Fevereiro (editado)


A impossível nostalgia.
nostalgia das harmonias familiares
de sóis de ...
e começos de ...
não somos nós. mas podíamos ser.
na canção, na melodia que se desdobra e abre comportas à Memória.
a impossível nostalgia.
porque estamos ainda aqui?
nostalgia
não é de nós
é do inefável que liguei a nós
é o volátil, o finalmente estar cá, tão viva debaixo deste Sol
é o ar leve que escrevi, e as cores percepcionadas vívidas
é o finalmente fazer parte, Ser, ser parte, das histórias que se contavam
confluirmos para esse fundo partilhado que apagou o tempo e acendeu o Agora.
um Agora apenas nosso, e o mundo paisagem para acontecermos.





MF




Sem comentários:

Enviar um comentário