terça-feira, 22 de março de 2016





Passageiros tempos, desvios, silêncios. Ouves-me a voz no cristal do tempo, somos nós.
Somos nós que nos cantamos para sempre.


Sem comentários:

Enviar um comentário